2.3.15

Seu terno olhar

O Kol Brasilis surgiu do do convite que eu fiz a alguns amigos para executar
um arranjo que eu havia acabado de escrever. Gostei tanto do resultado que
resolvi escrever outros arranjos. O primeiro deles, Seu terno olhar. Escolhi
essa música porque ela fazia parte das minhas reminiscências musicais da
adolescência: sempre gostei do charme e da simplicidade da música e achei
que um arranjo simples funcionaria bem. E funcionou.

No entanto, com o tempo, comecei a escrever arranjos bem mais sofisticados
harmonicamente. Por esse motivo, sempre que ensaiávamos essa música, o
Marcelo Carrara reclamava que o arranjo era “muito simples” para o padrão do
grupo. Ele acabou me convencendo disso e resolvi escrever uma segunda versão
do arranjo, mais sofisticada harmonicamente. A música é tão bonita que a
versão ficou deliciosa de se ouvir e nem é tão complexa para se cantar, com
exceção da linha do mezzo em alguns trechos.
Quando o Junior disse que uma coreografia de um balé moderno iria muito bem
no vídeo, gostei demais da ideia, uma vez que ele disse que a coreografia
seria em câmera lenta. Mas eu não imaginava que ele teria a ideia de propor
um vídeo coreografado ao contrário. Foi o que a  Elaine fez e o resultado me
pareceu belíssimo, muito leve e poético. Gostei demais. Espero que você
goste também.

Partitura:  <http://friendship.com.br/kbd/Seu_Terno_Olhar_documentacao.pdf>
http://friendship.com.br/kbd/Seu_Terno_Olhar_documentacao.pdf

Vídeo:  <https://www.youtube.com/watch?v=XJvkJ8fmF_c&feature=youtu.be>
https://www.youtube.com/watch?v=XJvkJ8fmF_c&feature=youtu.be

__________
- Obadias de Deus
Músico que ganha a vida com sistemas, casado, dois filhos, sonhador e especialista em projetos  inconclusos. Vive no limiar da vida cotidiana e de seus devaneios que, ele nunca perde as esperanças,  algum dia darão certo, mas muito provavelmente não.

Nenhum comentário:

Postar um comentário