11.1.15

Soneto de aniversário

Um ano atrás, exatamente
Havia no ar o aroma da paz
Exatamente um ano atrás
A vida se apresentava diferente

Um sentimento frequente
Um encorajador "sentir-se capaz"
Exatamente um ano atrás
Havia um olhar inocente

Mas o tempo - Ah! O tempo! - passou, no entanto
E ventos alísios sopraram com violência
Levando consigo valores, amores e sabores...

Foi-se com ele a paz, foi-se a dita inocência
O hoje, pode-se dizer, figura bem menos cores
Mas há algo memorável a ponderar-se: continua ventando!

__________
- Priscila Ferminio
Um ser inquieto e talvez um tanto inconformado (demais). Uma alma oito ou oitenta - sempre em luta com a segurança do oito diante da graça do oitenta... Implanta sistemas de gestão fiscal pra ganhar a vida. Canta e brinca de confeitaria pra vivê-la.    


Nenhum comentário:

Postar um comentário