3.11.14

A Depravação do Socialismo também é a do Homem

Aproveitando os debates acalorados sobre política, gostaria de contribuir como uma visão bíblica, e porque não, antropológica sobre política.

O Socialismo diz;
"O Bandido é vítima do sistema."
A Idéia é; que o bandido nasce pobre, sem acesso ao estudo, sem perspectivas e assim, como último recurso apela para o crime.
Por isso sempre vemos o famigerado Direitos Humanos defendendo bandidos, mas não suas vítimas.

Pare e pense;
Existe algum problema com um sistema político que propõe soluções universais sem considerar um comprometimento mínimo do indivíduo na construção de um país melhor.

Em nenhum discurso político vemos propostas que não sejam milagrosas, que dependam sistematicamente de planejamentos e investimentos bilionários sem contar com o caráter e compromisso da sociedade em ser mais honesto nas pequenas coisas.

Constantemente vejo pessoas dizendo que político não dá em árvores, mas saem da sociedade. E isso é uma grande verdade.

Gostaria de apresentar uma dimensão que "resolve", ou melhor, nos deixa cônscios dos nossos verdadeiros problemas.

O problema do homem é sempre o mesmo desde sua criação e desobediência. O PECADO.

Portanto o homem mau não é vítima de nenhum sistema.
Isso é uma falácia.
O homem mau é mau, porque está caído e morto em seus pecados e delitos.
Nenhum homem é bom.
Aí, você pode querer relutar e contra-argumentar; "Mas eu não sou mau. Eu não bebo, não fumo, não bato na minha mulher e sou trabalhador honesto".
Digo que essas coisas são qualidades reais. Qualidades que graças a Graça comum de Deus foi dada a todos os homens para que tivessem alguma qualidade de vida. Porque, imaginem; Se vivêssemos num mundo onde não existisse nenhuma qualidade humana dessas? Seria impossível.

Mas a questão mais profunda é que só um regenerado por Jesus Cristo pode enxergar em si os "lixos" contidos em seu ser e ter condições de lutar contra sua própria natureza pecaminosa. Deus revela aos homens regenerados suas mazelas e o capacita a mudar seu caminho.
O homem natural não busca a Deus e não ama a nada verdadeiramente a não ser seu próprio mal.

Resumindo;

Nenhum sistema político; e cito o Socialismo porque é o que pretende ser mais "piedoso", pode transformar um só homem em seu interior.
Por isso não existem vítimas do sistema, mas existem homens maus, 100% maus, sem nada a se gloriarem por si mesmos.

Veja só onde baseio minha tese:

Romanos 3:9-22

9 Pois quê? Somos nós mais excelentes? De maneira nenhuma, pois já dantes demonstramos que, tanto judeus como gregos, todos estão debaixo do pecado;
10 Como está escrito: Não há um justo, nem um sequer.
11 Não há ninguém que entenda; Não há ninguém que busque a Deus.
12 Todos se extraviaram, e juntamente se fizeram inúteis. Não há quem faça o bem, não há nem um só.
13 A sua garganta é um sepulcro aberto; Com as suas línguas tratam enganosamente; Peçonha de áspides está debaixo de seus lábios;
14 Cuja boca está cheia de maldição e amargura.
15 Os seus pés são ligeiros para derramar sangue.
16 Em seus caminhos há destruição e miséria;
17 E não conheceram o caminho da paz.
18 Não há temor de Deus diante de seus olhos.
19 Ora, nós sabemos que tudo o que a lei diz, aos que estão debaixo da lei o diz, para que toda a boca esteja fechada e todo o mundo seja condenável diante de Deus.
20 Por isso nenhuma carne será justificada diante dele pelas obras da lei, porque pela lei vem o conhecimento do pecado.
21 Mas agora se manifestou sem a lei a justiça de Deus, tendo o testemunho da lei e dos profetas;
22 Isto é, a justiça de Deus pela fé em Jesus Cristo para todos e sobre todos os que crêem; porque não há diferença
__________
Diego Venancio
Músico, missionário,um pecador e regenerado em Jesus Cristo.

3 comentários:

  1. Que bom que você publicou aqui, Diego, e posso comentar, já que fui bloqueado para comentários na sua página.
    “O Socialismo diz;
    ‘O Bandido é vítima do sistema.’
    A Idéia é; que o bandido nasce pobre, sem acesso ao estudo, sem perspectivas e assim, como último recurso apela para o crime.
    Por isso sempre vemos o famigerado Direitos Humanos defendendo bandidos, mas não suas vítimas.”

    Não estudei os pensadores socialismo para contestar a afirmação sobre o que o socialismo diria, mas me parece um simplismo afirmar que o “bandido é vítima do sistema”. Tão simplismo quanto dizer que não é. Os extremos são complicados.

    Considere duas situações: uma pessoa em situação de absoluta miséria e que rouba para satisfazer suas necessidades mais básicas, um furto famélico, por exemplo; no outro extremo uma pessoa sem necessidades básicas, aliás, rica, que usa de subterfúgios para roubar e espoliar os outros, ainda que aparentemente sem violência.

    São casos extremos mas o que se pode dizer deles dentro da proposta de reflexão que você fez é que entre os dois extremos há uma infinidade de nuances, possibilidades, e que sua reflexão simplesmente ignora. A questão não é tão simples como você propõe.

    “Portanto o homem mau não é vítima de nenhum sistema. Isso é uma falácia.”

    Falácia é afirmar que nenhum homem mal é vítima do sistema ou afirmar o contrário, que todo homem mal é vítima do sistema – e eu sinceramente não acredito que o socialismo diga isso.

    O que eu sei é que o mundo jaz no maligno, as estruturas de poder e riqueza do mundo são extremamente injustas e faz muitas vítimas nas pessoas menos favorecidas e parte dessas pessoas, sim, resultado da soma “injustiça social” + “natureza decaída” acabam na marginalidade.

    A mesma dimensão que você apresenta como solução do pecado do homem também, graças a Deus, equilibra a balança e nos convida a olharmos essa difícil equação não apenas com a visão que você está tendo, mas também com a sensibilidade, amor ao próximo, busca da justiça social, do reino de Deus aqui-agora, promovendo todo o esforço necessário para que todos sejam tratados como iguais, que os menos favorecidos no extremo do espectro do acesso aos recursos que Deus dispôs graciosamente a todos, tenham o acesso a esses recursos de alguma forma facilitado. Qualquer pessoa com o mínimo de sensibilidade cristã entenderá que, se isso for feito, muita miséria no mundo diminuirá e, sim, parte da violência que nos acossa diariamente desaparecerá porque essa injustiça social tão perversa do nosso país, por exemplo, é uma grande estufa onde essa violência é insidiosamente cultivada e finalmente eclode nos exemplos tão tristes das nossas cidades.

    Ainda bem que existem os Direitos Humanos para nos ajudar a nunca perdermos de vista essa dimensão, já que nós mesmos, cristãos “de carteirinha” temos falhado de forma tão fragorosa na busca pela justiça social.

    ResponderExcluir
  2. Vejo aqui o problema de tratar de um problema sem a profundidade necessária.

    Li pouco dos socialistas, e confesso que o pouco que li gostei de tamanha inteligencia. Marx por exemplo é tido como um dos maiores pensadores da história. Tbm nunca vi um grande pensador afirmar isso, que alguém é mau pelo sistema. Já vi sim gente falar isso num simplismo de dar dó...
    mas tratar simplismo com simplismo, não eleva nem esclarece a discussão...

    sobre natureza humana, miséria, sistema e escolhas, acho que podemos ler 'crime e castigo' só pra termos ingredientes a mais e a discussão fica mais legal.

    :-)

    ResponderExcluir