21.8.14

O tempo

Os dois já estavam juntos faz algum tempo. Não questiono o tempo que realmente estavam juntos porque tempo de qualidade não é algo que se questiona, mas a tempos que quem estava ao redor queria questionar isto, mas o fazer seria perda de tempo.

O tempo é precioso, é o que dizem. Tempo não é dinheiro, porque não se trabalha para ter mais tempo, não se doa tempo para a caridade, não se distribui o tempo. Tempo não se pede, tempo não se dá. O tempo se aproveita.

Num jantar romântico, numa noite de tempo ameno as coisas não pareciam ir bem. "Já faz um tempo" ela disse "que as coisas esta estranhas entre nós, parece que está acontecendo mais coisas do que o tempo pode conter". Consternado ele responde "Isso não faz o menor sentido. O que nos falta é tempo para viver as coisas, não ao coisas para viver no tempo". 

Mas a fala dela era só uma desculpa para o que viria depois, ela não disse o que disse porque queria uma resposta, ela queria mudar o tempo e o espaço naquela mesa, a frase foi só para matar o tempo.

"Eu quero um tempo", e algumas palavras levam um tempo para a digestão, mas em um jantar o correto é ingerir e mastigar, tudo ao seu tempo. "Eu te dou um tempo. Além de todo o seu tempo de vida também te entrego o tempo da minha pra você encher de espaço e coisas. Eu te dou o que tenho de mais precioso. O meu tempo todo, todo o tempo".

Isso mudou o clima da mesa, o tempo ameno se tornou agradável e ele ganhou mais um tempo usando o que tinha, palavras. Ambos saíram do restaurante para aguardar um taxi na rua quando, num curto espaço de tempo, foram atingidos por algumas balas perdidas vindas de um tiroteio repentino.

Ele foi atingido no ombro, e levou um tempo para entender o que aconteceu, e que para ele isto foi só um contra tempo. Olhou para ela e chorou. Chorou pela promessa que fez. Chorou por que queria cumpri-la mais do que nunca, mas o tempo já tinha ido. E o tempo não volta. E ela continuaria com esta bala na cabeça por todo o tempo.

__________
 Nuno Junior
Tentou de tudo. Tentou escrever, tentou fotografar, tentou tocar, tentou desenhar e tentou pintar mas  nunca conseguiu. Até hoje ele não sabe se os seus padrões são muito altos ou seu talento é muito baixo,  mas o Nuno não desistiu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário